TUDO SOBRE O CLÁSSICO RPG-PLATAFORMA DA NINTENDO 8 BITS

    Página Inicial

    Introdução

   Controle

    Detonado

    Mapa das Cidades

    Os Deuses

    Inimigos

    Itens

    Ambrosias

    Dicas e Truques

    Outros Detonados

    Downloads

Seja Bem Vindo


Sem dúvida nenhuma The Battle of Olympus (a batalha de Olympus) foi um dos melhores RPG-Plataforma da Nintendo 8 bits. Lembro-me de que quando foi lançado o cartucho Zelda II - The Adventure of Link, onde muitos zeldamaníacos da época tiveram uma enorme decepção e ainda consideram a pior versão dos games de Zelda, os poucos que jogaram e gostaram, curtiram o game The Battle of Olympus por esse ter estado no mesmo formato e missões similares. Talvez no Brasil nem tanto, por esse não ter se tornado popular, tanto é que esse é o primeiro site de detonados do referido game.
Ha quem diga quem gostar de jogar The Battle of Olympus com certeza irá gostar de jogar Zelda II, apesar de Zelda II ter sido lançado primeiro em 1987. The Battle of Olympus foi lançado em 1988/1989 pela IMAGINEER e INFINITY.
The Battle of Olympus foi o primeiro RPG que eu joguei na vida em 1991. Eu estranhei muito a princípio porque estava acostumado a jogar os games do Mario e Turtles II. Eu exclamava “mas está demorando passar para a segunda fase”, lutava com um ser da mitologia pensando que agora sim eu passaria de fase e nada.
Esse jogo tem password, mas como inglês para mim era grego naquele tempo, eu pensava que a opção Retry no Game Over do game fosse igual a End. Aí quando eu escolhia essa opção, ao invés de ir para o começo, ia para o templo que eu peguei “as palavras de deus” pela última vez (password para jogar mais tarde), mas eu não anotava porque não fazia idéia para que servia aquilo. Resultado: todo dia eu jogava desde o início e sem me cansar.
Apesar de o game ser da Nintendo 8 bits, vou avisando que ele é difícil. E pra completar, toda vez que você morre, perde a metade das olivas (dinheiro utilizado para a compra de itens).
Infelizmente não consegui terminar o game sozinho, por não saber para que serviam as olivas. Uma vez que na minha televisão o painel de cima não aparecia na tela por causa do zoom, mas dava para ver a parte de baixo da energia no life. Aí eu ficava preso em Laconia e tentava adivinhar alguma coisa, mas não sabia nada de inglês naquela época a não ser o Thank’s, Help, e, Life; nos games do Mario (e também os palavrões americanos com os meus amigos vizinhos).
Com isso, acabei zerando Zelda II - The Adventure of Link primeiro em 1992, e The Legend of Zelda, A Link to the Past, da Super Nintendo, em 1995.
Em 2002, quando estava no quarto ano de internet discada, encontrei um walkthrough americano de The Battle of Olympus no Google. Eu fui jogando por ele, até aprender a usar as olivas (uma vez que eu nunca sabia para que servia aquelas azeitonas) e a poupar-las, procurando morrer o mínimo possível na aventura.
Finalmente zerei e repito: vale a pena jogar esse game.

Agora chega de enrolar e vamos jogar!